Notícies

DESAFIO INHAMBANE. Colabore para restabelecer a situação em Inhambane!

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

COLABORE!


No dia 15 de fevereiro de 2017, a província de Inhambane em Moçambique foi devastada pelo ciclone Dineo, afetando principalmente os distritos Inharrime, Jangamo, a cidade de Inhambane, Maxixe, Massinga e Morrumbene. O ciclone Dineo, e as fortes chuvas que se seguiram, agravaram a situação deixada pelas enchentes de Janeiro.


A avaliação destes fenómenos é a seguinte:

– 128,538 famílias / 652,648 pessoas afectadas

– Dezenas de milhares de casas afetadas

– Mil casas destruídas

– 70 centros de saúde afetados (muitos completamente inoperantes)

– 1.687 salas de aula foram destruídas, afetando 160.000 estudantes

– 116 Construções do governo afetadas

– 29,173 hectares de campos de cultivo devastados (a grande maioria)

– Sem eletricidade ou água corrente na maioria dos distritos, especialmente fora das capitais de distrito.

– Medicamentos e vacinas de armazenamento a frio estragados.


Como resultado, espera-se um forte aumento de casos de malária e diarreia e há temores de que os surtos de cólera apareçam bem como a falta de recursos alimentares, o que irá agravar a já presente situação. No entanto, o sistema de saúde, muito afetado, não podererá atender às necessidades atuais ou futuras.


A estimativa preliminar das necessidades para lidar com a situação actual é a seguinte:

– 116 lojas de alojamento

– kits de auxílio para 19,281 famílias

– 38,561 kits de higiene

– Pacotes alimentares para 102,403 pessoas

– 57,842 redes mosquiteiras

– 130 toneladas de sementes

– Materiais para a reabilitação de infra-estruturas básicas


O governo provincial de Inhambane estima que serão necessários 13,3 milhões de US $  para recuperar os danos causados ​​por Dineo em infra-estruturas (estradas, centros de saúde, escolas, escritórios governamentais) e na agricultura. Este valor excede a capacidade financeira da província como fundos de contingência aprovado para 2017.


Arquitetura Sem Fronteiras têm vindo a apoiar a Direcção Provincial de Saúde de Inhambane (DPS-I) desde 2006, através de fundos de cooperação criados principalmente no estado espanhol.

Nesta situação de emergência e necessidade, não podemos permanecer distante das prioridades e das ameaças eminentes. Portanto, ASF e os nossos parceiros e doadores apoiaremos a DPS-I para realizar um levantamento exaustivo dos danos causados nas infraestruturas da rede de saúde, na concepção de soluções adequadas e duradouras, no acompanhamento do processo de reabilitação a fim de restabelecer o bom funcionamento do sistema de saúde no menor tempo possível. Enquanto isso, e até à restauraçao integral do sistema, outras ONGs e o Estado de Moçambique dotam a rede de saúde de mínimos imprescindiveis para poder seguir trabalhando.


Por este motivo precisamos do seu apoio para cobrir a análise da situação real das infraestruturas de saúde

Precisamos recaudar 20.000 €:

– 5.000 € serão para a conclusão da análise (custos de pessoal e deslocações a centros de saúde).

– 15.000 € serão para a compra de materiais de construção para a reabilitação de infraestruturas.


Tudo o que for recaudado a mais será destinado a reabilitação segundo prioridades. Qualquer contribuição supõe uma melhora . Aqui está o link à plataforma migranodearena.org onde você pode colaborar para restabelecer a situação em Inhambane.

Seguiremos informando sobre a evolução do projeto.

Fontes: Informes UN, Governo Provincial de Inhambane, INGC

COLABORE!

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vcex_image_flexslider image_ids=”1478,1477,1476,1475,1474,1473,1472,1471,1470,1469,1468,1467,1466″][/vc_column][/vc_row]